05
NOV
2015

Alves faz pole e vence uma em Tarumã

Posted By :
Comments : 0

7a

A penúltima etapa colocou ainda mais pimenta na briga pelo título da Fórmula RS em 2015. Marcelo Giacomello e Lucas Alves dividiram as vitórias do dia com muita luta na pista de Tarumã neste domingo. Giacomello venceu na raça a primeira, com direito a perder o bico e ainda assim segurar a liderança, enquanto Alves se recuperou de um furo de pneu na prova 1 para vencer com domínio completo a segunda corrida.

O dia já começou de arrepiar na largada. Giacomello tracionou um pouco melhor e colocou por fora do pole, Alves. Só que o piloto de Pelotas segurou a linha interna e, quase batendo roda manteve a ponta. A partir daí, pisou fundo e abriu boa vantagem antes da entrada do safety car. Lá de trás, Gustavo Camilo fez excelente largada e foi incomodar os líderes. Matheus Rouver deu azar com problemas no ventil de uma roda que acabou esvaziando o pneu. Perdeu uma volta quando disputava a terceira colocação.

Antes da bandeira amarela regulamentar, Giacomello errou no miolo, foi na brita e quebrou a asa dianteira, que ficou presa sob o assoalho, raspando no asfalto. Apesar da desvantagem, na hora da relargada o gringo de Bento foi com tudo para cima de Alves e tomou a ponta, pois um pneu criou uma bolha e ele teve de ir aos boxes.

Antonio Grasselli e Alexandre Braganolo, nas suas melhores performances do ano, passaram então a pressionar Giacomello. Mas o líder do campeonato não queria saber e cruzou como grande vencedor. Na última volta, Grasselli teve problemas de estabilidade, com a quebra na barra de estabilização traseira e Braga conseguiu passar para segundo, seu melhor resultado do ano. Vinícius Schuler em quarto e Alves em quinto completaram o pódio.

Alves vai de último para a ponta

​Rouver e Alves tinham tudo para aproveitar o grid invertido na segunda bateria, mas tiveram infortúnios diferentes. Alves precisou largar do fundão, ao fazer reparos entre as duas corridas, enquanto Rouver liderava com folga após a largada e acabou tendo quebra de motor.

Quem pulou com tudo para cima foi Giacomello, partindo do sétimo lugar. Logo se posicionou como líder, mas atrás Alves vinha babando. Depois de três voltas embutido no vácuo, o pelotense conseguiu tomar a ponta passando por fora na curva 1. Daí foi um domínio completo, com direito a abrir nove segundos até a bandeirada.

A principal briga ficou de novo entre Grasselli e Bragagnolo, enquanto Giacomello ficou confortável na vice-liderança. Dessa vez, contudo, Grasselli segurou a onda e foi Braga que acabou rodando no Tala Larga. Ele ainda manteve o quarto posto, mas na última volta ficou sem gasolina.

Enquanto Alves cruzava vibrando muito em primeiro, Vinícius Schuler ganhou mais um quarto lugar para fechar sua conta. O segundo foi mesmo Giacomello, mantendo alguma folga como líder em 2015, com Grasselli em terceiro, Schuler e Bragagnolo fechando o pódio.